Cores

Blogaholic Designs”=

10 de nov de 2009

confiança - Parte II



Falei recentemente sobre a confiança que Deus deposita em nós, porém agora quero falar sobre a confiança que precisamos ter em nós mesmos. Como anda a sua autoconfiança? Você tem acreditado que é capaz de grandes coisas? Se a sua resposta for sim, meus parabéns. Porém, se a resposta for não, então você precisa fazer uma viagem ao seu interior e descobrir o que aconteceu para que a sua autoconfiança ficasse abalada.
Quando a autoconfiança está equilibrada ou está em dia tudo parece fluir bem, pois não há obstáculo que não possamos transpor, não é verdade? Entretanto, quando a autoconfiança está deveras abalada nada se move a nosso favor, pelo contrário tudo parece complicado demais aos nossos olhos e sempre pensamos que não somos merecedores daquilo que desejamos conquistar. E isso não é verdade, pois o sol nasce para todos e a diferença está na forma como encaramos o obstáculo. De como podemos fazer para ultrapassar a barreira que se levantou a nossa frente.
Deus deu capacidade a todos, mas por que será quem uns se destacam e outros não? Será que Deus faz acepção de pessoas? De maneira nenhuma, pois Deus ama a todos de igual modo e as mesmas oportunidades são dadas a cada um. Creio que a diferença está justamente na forma de enxergar a coisa. A diferença está no ponto de vista.
Uma pessoa que tem a sua autoconfiança abalada vê a situação como acabada e pronto. Mas uma pessoa que confia em si e em sua capacidade aprende que apesar das dificuldades há possibilidade de transformação, pois um autoconfiante não é acomodado. Não confunda autoconfiança com arrogância, pois há uma diferença entre os dois. Autoconfiança tem a ver com disposição de seguir em frente, de acreditar que vai dar certo e arrogância é sinônimo de prepotência, de soberba, de altivez e esse comportamento não agrada a Deus.
Se você perdeu a sua autoconfiança peça a Deus para renovar sua mente para que você volte a sonhar e a acreditar que você é capaz de fazer a diferença. Sonhe e acredite que ele pode se tornar realidade. Construa sua estrada – você pode e se alguém lhe disser o contrário simplesmente ignore, pois Deus acredita em você!
Um forte abraço cheio de autoconfiança.



By Alessandra Gomes

28 de out de 2009

Confiança - Parte I



Antigamente, transformar fibra em fio era uma tarefa muito árdua, pois se necessitava de parceria, de grupos dispostos a participar do trabalho e da colaboração de cada parte. Da parceria entre as pessoas presentes para se executar a tarefa. Daí o termo “com fiar - confiar”.
Achei interessante essa abordagem, pois nunca havia me passado pela cabeça que, embora pequena, essa palavra possui uma força muito grande.
Fala-se muito de confiança ultimamente. Confia em mim – dizemos algumas vezes - vai dar tudo certo! Ou você confia ou não! Onde está a sua confiança? E outras expressões. Mas a verdade é que ao longo da nossa trajetória perdemos o real sentido dessa palavra. Convocamos algumas pessoas a depositarem sua confiança, mas esquecemos que precisamos corresponder à expectativa daquele que nos confiou seus sentimentos, seus negócios, sua necessidade. Não podemos dizer simplesmente confie e deixar para lá, aos cuidados do tempo, pois os estragos podem ser grandes. Uma vez um fio quebrado é muito difícil reconstruí-lo.
Como anda a sua confiança? Em que ou em quem você tem depositado a sua confiança? Você tem sido correspondido? Você tem correspondido à expectativa daquele que depositou confiança em você? Pense nisso!
Deus tem depositado em cada um de nós sua confiança e o que estamos fazendo com ela? Temos correspondido ou simplesmente deixamos para lá?
“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares” (Js 1:9).
E ai? A escolha é sua!
A paz!


By Alessandra Gomes

21 de out de 2009

Não gaste seu tempo com aquilo que não edifica


Hoje pela manha estava orando, colocando algumas coisas e porque não dizer tudo no altar de Deus. Sempre é bom acordamos e conversar com o Senhor sobre as nossas aflições e, diga-se de passagem, que não são poucas, pois o mundo anda meio complicado ultimamente.
Temos encontrado dificuldades em muitas áreas. Área financeira, emocional, espiritual e em tantas outras, mas sempre procuramos acreditar que tudo irá bem. A fé nos impulsiona a prosseguir.
Durante a minha oração, me veio à mente o pedir a Deus para que eu não gaste meu tempo com aquilo que não traz edificação. Sim, isso mesmo, pois a todo instante somos bombardeados com tanta informação que nem sempre contribuem para o nosso bem. Não digo só informações seculares, mas incluo as que trafegam no meio evangélico também. Algumas são vazias e em alguns casos trazem peso ao invés de libertação. E não foi essa a proposta de Jesus, por isso
amado, vamos treinar os nossos ouvidos. “Vamos trazer à memória aquilo que nos dá esperança” (LM 3:21).
Precisamos nos informar sobre tudo o que acontece ao nosso redor, mas daí a aceitar qualquer coisa é um pouco diferente. O que tem chegado aos seus ouvidos é edificante? Contribuirá para seu crescimento como pessoa, como cristão? Vai te ajudar a ajudar outra pessoa? Se não, então não perca seu tempo. Vá atrás de conteúdo que possa fazer a diferença na sua vida e na vida de outro.
Fica na paz!!!


by Alessandra Gomes

6 de out de 2009

A Amoreira




Certo dia estava indo em direção a uma praça que tem aqui perto de casa. O dia estava lindo, ensolarado e bem convidativo a uma boa caminhada, afinal estamos na primavera e as flores começaram a florescer.
Eu ando atenta e observo tudo a minha volta e o que me chamou a atenção dessa vez foi um pé de amora. Um pé lindo e bem carregadinho de frutos, frutos esses que estavam caídos pelo caminho e foi justamente isso que me chamou a atenção. O desperdício dos frutos!!!
Lembrei de mim e de algumas pessoas que têm talentos e que por falta de incentivo ou por conta do afazeres do dia a dia acabam por deixá-los pelo chão.
Sei que nada é fácil, pelo menos para a maioria, mas sei que também nada é impossível. Se Deus nos deu talentos e dons a nossa função é colocá-los para fora. É colocá-los para serem usados para o bem estar do próximo e nosso. E quando utilizamos os nossos dons e talentos certamente os frutos não ficarão caídos, pelo contrário eles se multiplicarão.
Fiquei triste ao ver os frutos da amoreira jogados pelo chão, certamente ninguém teve a idéia de colher os frutos e fazer uma boa geléia, mas a questão é que as oportunidades nos são dadas a cada dia e cabe a nós direcionarmos o olhar certo. “A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; cada um de acordo com sua capacidade. (MT. 25:15)”.
E aí? Que tal multiplicar o seu talento hoje?
A paz!!!

24 de set de 2009

Tudo é normal quando não é no nosso quintal.


Minha mãe de vez em quando me aparece com uns ditados desses e confesso que gosto muito de ouvir, pois dentro de cada um, na maioria das vezes, nos trazem mensagens bem relevantes. Recentemente me lembrei desse, e fiquei pensando sobre a normalidade da nossa vida e da vida dos outros.
Temos por hábito dizer que o problema do vizinho é sempre mais fácil de resolver do que o nosso, que se fosse conosco tudo seria bem diferente. Doce ilusão! Ou seria melhor, amarga ilusão.
A verdade é que quando o problema nos atinge nos deparamos com a nossa fragilidade e nossas limitações. Deparamos com nossa impotência e nem sempre sabemos o que fazer ou como sair de tal situação.
E quando o nosso dedo aponta? Nossa parece que o “castigo vem cavalo”, pois em algumas vezes o mesmo problema que atingiu ao nosso próximo nos atinge também. Ninguém está livre de nada neste mundo, essa é a verdade!
Precisamos atentar para o que está acontecendo a nossa volta e se por acaso não tivermos como ajudar a quem precisa então nos calemos, pois em alguns casos o silêncio funciona como um bálsamo para nossos ouvidos.
Cada um é cada um. Deus nos fez seres singulares e pensando bem, como seria se todos fossem iguais? Eu pelo menos não sou fã de muita coisa e você? Creio que também não, mas o bom das divergências é aprendermos as noções de respeito e amor ao próximo. Amar ao que parece belo é fácil e ao que é feio? Difícil não é mesmo? “Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente; (IPe. 3:10)”.
A rosa e seus espinhos convivem muito bem. Pense nisso!
Abraços.

9 de set de 2009

Atalhos...






Outro dia estava conversando com meu esposo sobre os atalhos. Conversamos muito sobre esses caminhos que ora facilitam e ora nos deixam perdidos. Antigamente a vida seguia o seu rumo natural. As coisas caminhavam conforme o andamento do dia e da vida. Tudo tinha o seu tempo para acontecer. Porém, o que acontece hoje em dia? Tenho a sensação de uma aceleração temporal tão grande que chega a assustar.
Lembrei da história do chapeuzinho vermelho. Lembra? Aquela menina que vai visitar a vovó e é motivada a pegar um atalho para chegar mais rápido ao destino. Peguei-me pensando no famoso lobo mau da história, sim, este felino cujo desejo é estragar o passeio da doce menina. E pela estrada a fora segue a menina...
Sabe, nem todo atalho é seguro. Às vezes no afã de chegarmos logo ao destino pegamos caminhos que parecem seguros. Queremos acelerar as coisas, dar um jeitinho a mais e quem sabe dar um empurrãozinho na vida. Entretanto, esse tipo de atitude, pode ser perigoso e pode trazer conseqüências desastrosas a nossa vida.
Não estou afirmando que todo atalho é perigoso, mas que precisamos ter cautela para trilhar os mesmos. Cada caminho, seja ele fácil ou não, nos reservam ensinamentos e são estes mesmos ensinamentos que irão nos sustentar nas adversidades que enfrentaremos ao logo da vida. Pense nisso! Reflita antes de tomar atalhos. Reflita antes de querer dar um jeitinho em tudo. Pergunte se esse caminho é seguro. Pergunte se no final do atalho não existirá um lobo mal querendo frustrar seu objetivo.
Deus conhece os caminhos e os atalhos e se Ele deseja o caminho longo para nós é porque quer nos ensinar algo e nos preparar para enfrentarmos os problemas. Certamente sairemos cansados, mas vitoriosos ao final da trilha.
Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor” (Is. 55:8).
Fique no caminho e alcance de forma plena e segura o seu objetivo.
Abraços.

Alessandra Gomes

31 de ago de 2009

A Montanha



Hoje gostaria de falar sobre as diversas montanhas que atravessam nosso caminho. Estamos lá, andando tranquilamente e, de repente aparece uma forma de relevo caracterizada pela sua altitude relativamente elevada e, quase sempre caracterizada pelo forte desnivelamento entre o cume e os vales que o cercam (Dicionário Aurélio). Essa é a montanha!
Pois bem, há montanhas e montanhas e creio que o problema não está no ajuntamento de terras e pedras, mas sim na forma que decidimos enfrentar a subida. Pois só há uma maneira de transpor esse obstáculo e esse meio é escalando, atingindo o cume e fincando nossa bandeira.
Para os alpinistas escalar uma montanha é motivo de alegria, de aventura, pois esse objetivo será mais uma vez alcançado. Os alpinistas se preparam. As ferramentas necessárias já estão separadas. O oxigênio, caso precise, água, alimento e equipamentos de segurança. O trajeto se inicia. Tudo está sob controle e qualquer anormalidade, os experientes escaladores saberão o que fazer.
Mas nem todos possuem características de alpinista para escalar uma montanha. Muitos se desesperam, entram em pânico e paralisam diante de tão grande obstáculo. Dizem para si mesmos: não vou conseguir! É muito alto! É demais para mim!
Muitos também iniciam a subida, mas se deparam com pequenas coisas que estão lá somente para desviar o foco principal que é chegar ao topo. E, simplesmente param no meio do caminho. Enfim, o que fazer?
Creio que antes de escalarmos um monte e, aqui faço uma analogia com os problemas que enfrentamos, é preciso se preparar para escalada e para isso precisamos encher nossa mochila com alimentos sólidos. Precisamos fortalecer nosso espírito. Em seguida perceber que o nosso foco não está nas pequenas e grandes pedras que estão espalhadas pelo caminho, mas sim no topo, no objetivo principal que é fincar nossa bandeira. E por último e, não menos importante, é preciso pausa para um merecido descanso, pois quando nos permitimos descansar estamos recobrando as forças que muitas vezes nos faltam. Recobramos o ar, a calma, a serenidade e a motivação.
E se a escalada está realmente muito difícil a ponto de nossas pernas fraquejarem, que tal subirmos de joelhos, pois a seu tempo o Senhor nos exaltará. “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará. (Tg. 4:10)”.
Que tal começarmos hoje a nossa escalada? Que Deus nos abençoe!




Alessandra Gomes

26 de ago de 2009

Não fique com depressão, mas "dê pressão"!



A língua portuguesa é uma ferramenta maravilhosa. Ela nos oferece mecanismos lingüísticos para dizer uma coisa de diversas maneiras. Podemos brincar com as palavras e alterar o seu sentindo real. Pensei sobre a palavra que está na moda atualmente e que acomete a população. Pensei na palavra depressão.
Segundo o dicionário, a palavra depressão significa enfraquecimento, abatimento físico ou mental. Entretanto, se pegarmos a mesma palavra e a decompormos da seguinte maneira: de-pressão teremos seu sentido alterado, não é mesmo? Ao invés de lermos enfraquecimento ou abatimento, num segundo sentido leremos levante-se, ponha pressão em sua vida ou em tudo que faz.
Como é importante a leitura que fazemos das coisas. Como é importante o que nosso cérebro capta e transporta para o nosso corpo.
Sei que existem muitas pessoas que estão presas pelo enfraquecimento de suas emoções, mas também sei que se a leitura for diferente tudo se fará novo e as emoções serão renovadas.
Se você se encontra nesta situação, que tal dar um pouco de pressão positiva na sua vida? Que tal colocar um pouco de alegria no seu dia? Talvez você pense que não tem mais motivos para viver, mas digo-lhe que todo dia é um dia diferente e cabe a você transformar o seu dia e seus pensamentos.
Todos os dias são novos. Deus faz novas todas as coisas, inclusive você. A Bíblia nos diz que “...as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã...(Lm. 3:22,23)”e, se elas se renovam é porque Deus quer uma vida nova para você a cada dia.
Então, que tal levantar essa manhã e dar um pouco “de pressão” a sua vida.
Jesus te ama.
Beijos cheios de pressões positivas!





By Alessandra Gomes

10 de ago de 2009

Um pequeno gesto pode fazer diferença



Antes de sair de casa para ir a algum lugar sempre procuro visualizar aquilo que estou pretendendo fazer, por isso traço um breve roteiro para que nada fique de fora. Dia desses fui visitar uma amiga minha que é terapeuta e, como sempre chego um pouco adiantada nos meus encontros decidi comprar uma lembrancinha para alegrar o dia da minha amiga. Não comprei nada demais, apenas um pequeno lanche para que ela pudesse passar bem à tarde. Não sei o porquê daquilo, mas senti no meu íntimo de fazer esse gesto e o fiz. Simplesmente ouvi e obedeci.
Cheguei ao destino combinado e dei o pequeno presente. A alegria com que ela recebeu o presente foi surpreendente, pois naquele dia e especialmente naquele dia seu ânimo estava um pouco abalado. A minha surpresa foi quando ela me disse que estava precisando mesmo de um gesto de carinho. Fiquei feliz duas vezes. A primeira por ter alegrado o dia dela e o segundo por ter ouvido a voz de Deus no meu coração.
Sabe, às vezes é um pequeno gesto que faz a diferença. Ás vezes um olhar, um carinho, um parar para ouvir, um chorar junto, socorrer, amparar e porque não apenas um pequeno lanche. Deus conhece a necessidade de cada um e a nós cabe apenas estar sensíveis à voz do Criador
.
Assim, como diz o Espírito Santo: “Hoje, se vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião, durante o tempo da provação no deserto. (Hb. 3: 7,8). ]
Que a cada dia busquemos estar sensíveis à voz de Deus.
Um forte abraço.



By Alessandra Gomes

4 de ago de 2009

A dieta que funciona


Há muitas fórmulas para emagrecer. Algumas prometem resultados milagrosos, outras, porém, nem tanto. Há dieta da sopinha, da comida colorida, dos pontos, do chá, da lua e etc. Todas buscam satisfação imediata ou seus quilinhos de volta.
Entretanto, há uma dieta que é infalível e nessa você pode confiar. Vou dizer passo a passo para que o processo seja eficaz.
Em primeiro lugar procure um espaço onde possa sentar-se e relaxe o máximo possível. Em segundo faça uma viagem ao seu mundo interior e verifique quais os sentimentos estão fluindo dentro de você. Em seguida faça uma análise desses sentimentos e jogue fora o que está te envenenando.
Substitua o ódio pelo amor, a ira pela paz, a falta de confiança pela fé, a fraqueza pela força, a tristeza pela alegria, o desespero pela esperança e a tribulação pela paz que excede todo entendimento. Feito isso, levante-se e olhe no espelho e veja quanta carga ficou no chão e quão mais leve você está e como sua pele está mais brilhante.
Esse exercício é diário, assim como na academia, só que esse requer uma vigilância constante, pois estamos tratando dos nossos sentimentos e das nossas emoções.
A Palavra de Deus nos ensina que os nossos olhos são a candeia do corpo e se os nossos olhos forem bons, todo o nosso corpo será cheio de luz (Mt. 6:22). Portanto, o que os seus olhos vêem é transmitido para o seu corpo e conseqüentemente para o seu coração e sua saúde.
Às vezes o peso que um sentimento ruim é mais nocivo do que qualquer outra coisa. Quer realmente emagrecer e desfrutar de uma saúde plena? Lembre-se de se exercitar mentalmente diariamente.
Hoje emagreci e você?
Abraços.



By Alessandra Gomes

31 de jul de 2009

As belas que me perdoem, mas beleza não é fundamental.



A frase não é bem essa, pois o autor, que é o grande poeta Vinícius de Moraes, ressalta a beleza da mulher nas famosas linhas dessa poesia. É claro que toda mulher deseja ser linda, atraente e maravilhosa, mas será que essa busca é suficiente para ser realmente feliz? Acho que não, pois o vazio que algumas mulheres deslumbrantes demonstram nos parece dizer o contrário.
A sociedade moderna impõe um padrão de comportamento e beleza que parece nos perseguir a fio. Faça isso! Exercite-se assim! Não coma isso, pois engorda! O peso ideal é “X” ! Use esse creme que dá certo! E por aí caminha a ditadura da beleza moderna.
Quem foi que disse que esse modelo de vida e que “deve” ser seguido é o ideal para mim ou para você? Não quero dizer com isso que a mulher não deva se cuidar, mas o que eu quero ressaltar é que não podemos fazer disso uma prioridade. Há muitas outras coisas importantes e que merecem destaque. Mulheres que não possuem uma beleza estonteante, mas que se destacam por sua determinação e coragem. Mulheres que não possuem o corpo perfeito esculpido dentro de uma academia, mas que trazem nos braços a força da batalha do dia a dia.
A beleza da mulher está na sua inteligência, na busca pela sua maturidade e equilíbrio. A beleza da mulher está na sua força, afinal somos especiais para Deus.
Portanto, cuide-se sim, mas cuide-se por você e para você. Não deixe que regras exteriores dirijam a sua vida. Seja livre para estar bela um dia e no outro não. Seja livre para engordar uns quilinhos a mais sem culpa ou remorso. Seja livre para usar tamanhos p, m ou g. Goste de si mesma, pois primeiro devemos nos aceitar, nos gostar para depois aceitar os outros.
Existe uma canção que se intitula o mover do Espírito e nessa canção há a seguinte frase: “...Você tem valor, o Espírito Santo se move em você!”.
Abraços cheios de liberdade. Viva a vida!




by Alessandra Gomes

29 de jul de 2009

As escolhas


Resolvi falar sobre as escolhas da vida. Talvez o leitor pense que o assunto está muito saturado, pois o que não falta atualmente são literaturas de auto-ajuda que abordem o assunto. Portanto, falemos hoje sobre as escolhas da vida.
As escolhas fazem parte do ciclo vital de qualquer ser humano. A todo instante somos levados a fazer uma escolha. Escolhemos o namorado, o marido, o nome do bebê. Escolhemos a roupa, a cor do cabelo, o sapato, o perfume. Escolhemos a profissão, os amigos, o caminho e a vida que pretendemos trilhar ao longo da nossa existência.
Há escolhas que são fúteis, não nos trarão maiores conseqüências, entretanto, há aquelas que certamente nos acompanharão pelo resto de nossas e, diante disso, pergunto: Quais têm sido as suas escolhas? O que você tem desejado para a sua vida? O que você tem buscado? Vale à pena pensar um pouco sobre isso, não é mesmo?
Deus fez uma escolha que mudou para sempre o destino de toda a humanidade. Ele escolheu salvar o homem através da morte de seu filho Jesus. Ele decidiu por você e por mim. Não é maravilhoso saber que essa escolha nos garante uma eternidade com o Senhor?
Essa atitude de amor nos revela que assim como Deus, que fez a escolha que mudaria para sempre o destino da humanidade, nós também temos responsabilidades naquilo que optamos para nossas vidas. Temos a responsabilidade de, pelo menos, tentar fazer as escolhas certas. Temos a necessidade de buscar orientação para que vivamos uma vida digna, abençoada e plena no Senhor.
Lembre-se: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3:16)”
Que Deus nos direcione nas escolhas que precisamos fazer todos os dias.
Um forte abraço.



By Alessandra Maria

14 de jul de 2009

Vou indo como Deus quer


Ouvi essa frase recentemente e fiquei indagando qual seria o real significado desse termo. Observando o contexto e são muitos no dia a dia, concluo que algumas pessoas fazem mau uso dessa frase, ou, pelo menos, desconhecem o real desejo de Deus para suas vidas.
Como você vai é a pergunta que faço e se a sua resposta for – vou indo como Deus quer – saiba que Deus quer que tudo vá bem contigo. Saiba que se a sua vida está indo conforme Deus quer, saiba que então tudo contribuirá para o seu bem. Se a sua vida está indo como Deus quer, então deve estar usufruindo de coisas maravilhosas, afinal, essa é a vontade de Deus nas nossas vidas.
Agora, se dentro dessa frase há um sentimento de impotência ou de fracasso, então você não está indo como Deus quer. Sinto muito em informar que a sua vida está fora do centro da vontade de Deus e, portanto, nada irá bem.
Geralmente, estar desfrutando da vontade de Deus em nossas vidas implica em mudar ou sair da nossa zona de conforto, e para tanto se requer trabalho e tomadas de decisões das quais muitas vezes não estamos dispostos. É mais fácil “ir conforme Deus quer”, é mais fácil deixar a vida nos levar não é mesmo?
O modo imperativo dos verbos é muito interessante, pois despertam a ação imediata. Faça! Levante! Crie! Saia! Busque! Lute! Jesus em sua palavra usa o imperativo nos chamando para a ação. Ele nos diz: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta. (Mt. 7:7)”.
Pense nisso e da próxima vez que usar a frase: vou indo como Deus quer; que você esteja realmente experimentando o melhor do Senhor para a sua vida.
Um super abraço.



by Alessandra Gomes

13 de jul de 2009

Nem todo porque tem resposta

Uma das funções da vida é enfrentarmos os obstáculos que esta, na maioria das vezes nos impõe. Algumas adversidades são leves, outras, porém, se armam como uma tempestade e arrasam a vida de qualquer um. Entretanto, não há como deixar de perguntar: por quê?
É uma boa pergunta não é mesmo? Mas, nem sempre obteremos a resposta, ou, a reposta de Deus poderá ser simplesmente o silêncio.
O Silêncio! Já imaginou ouvir o silêncio como resposta, quando na verdade o que mais queremos é uma explicação coerente. Pois é, muitas vezes a explicação de Deus se resume no seu silêncio e nada mais.
Mas saiba que o silêncio de Deus pode dizer e muito. Basta aquietarmos o coração e ouvir o que Deus deseja falar. Podemos ouvir dentro do silêncio de Deus o quanto Ele nos ama e o quanto Ele se preocupa conosco. Podemos ouvir o renovar das suas misericórdias em nossas vidas nos impulsionando para um novo amanhecer. Podemos ouvir a voz de Deus nos encorajando a prosseguir, mesmo quando o nosso desejo é desistir de tudo. Podemos ouvir de Deus que ele fará nova todas as coisas e que Ele é verdadeiramente o nosso pastor que sara as feridas.
Devo confessar que algumas respostas, aquelas explicações coerentes que temos a mania de exigir, ficarão ainda sem respostas, mas quem disse que tudo deve ser revelado? Quem foi que disse que Deus tem a obrigação de explicar tudo? Pelo que sei só sabemos o que nos é necessário e que a nós compete o prosseguir.
De uma coisa tenho certeza e gostaria de compartilhar com você que está lendo esse texto. Deus quer que confiemos Nele independente do que aconteça, pois Ele tem o controle de tudo. “Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angustia ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?” (Rm. 8:35).
Se ainda espera uma resposta coerente o melhor a fazer é se entregue e viver aquilo que o Senhor tem para cada uma de nós. Certamente seremos surpreendidas.
Um abraço.



by Alessandra Gomes

8 de jul de 2009

Eu não quero ser perfeita

Coisa interessante é conversar com um psicólogo ou um terapeuta. Você descobre cada coisa interessante sobre si mesma que pode até chocar. Mas afinal esse é o papel dos psicólogos. Fazer o outro se descobrir!
Eu já tive uma experiência assim. Dentre várias idas e vindas do meu passado e presente descobri algo muito interessante. Descobri que não quero ser perfeita e que eu tenho todo o direito de errar de vez em quando. Adorei essa descoberta, pois muitas vezes o desejar ser perfeito pode acarretar em um fardo muito pesado.
Não sei se esse é o seu caso, minha amiga leitora, mas devo confessar que eu me sinto assim. Tenho a sensação de cumprir o dever de ser perfeita sempre.
Descobri que às vezes é bom estender a lona do picadeiro e brincar de fazer palhaçada. Descobri que posso dançar, mesmo sem levar jeito! Descobri que posso soltar a minha voz, independente de saber cantar ou não, só para me fazer feliz. Descobri que posso dar umas escorregadas na moda e combinar xadrez com listras ou usar todas as cores do arco-íris. Descobri que posso descobrir um monte de coisas engraçadas a meu respeito e que valem à pena serem compartilhadas.
E a melhor descoberta foi que eu sou o que sou e Deus me aceita e me ama incondicionalmente, afinal sou obra de suas maravilhosas mãos. Não sei quem deixou esse legado, para nós mulheres, de que devemos ser perfeitas em tudo. Mas de uma coisa eu sei e afirmo que Deus nos ama do jeitinho que somos e não nos cobra uma perfeição que Ele mesmo sabe que nunca seremos capazes de atingir, pelo menos não neste mundo.
Convido a você, minha cara amiga, a rever seu modelo “engessado” de viver. Convido a sair dos rótulos impostos pelos outros e a experimentar algo diferente. Convido a sair do casulo, da ostra para ser o que você realmente é. Uma mulher que ora é forte, ora é fraca, ora chora, ora sorri, ora é mãe, mas que também é mulher.
O apóstolo Paulo em sua carta aos Gálatas afirma que: ”Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão. (Gálatas 5:1)”
Não se escraviza, mas a cada dia experimente a liberdade de viver no amor perfeito do Senhor Jesus. Isso basta!
Um abraço recheado de alegrias.




By Alessandra Maria

7 de jul de 2009

As férias da minha vida

O título acima é de um filme, uma comédia leve e muito gostosa de assistir. Recentemente tive a oportunidade de assistir de novo e devo confessar que toda vez que assisto ao mesmo filme me pego pensando sobre coisas da vida.
Faço as seguintes perguntas: Por que sempre deixamos coisas para última hora? Por que não levamos a nossa vida e as coisas que fazem parte dela com mais seriedade? Por que precisamos levar um susto para abrir os olhos e enxergar que Deus sempre tem o melhor para nós?
Esse filme tem uma personagem muito simples. Uma mulher como qualquer outra. Porém, ela guarda um livro, cujo título é “O livro das possibilidades” e dentro desse livro existe um monte de sonhos que foram adiados ao longo da vida. De repente ela se depara com uma notícia de que terá somente algumas semanas de vida e nem preciso dizer que literalmente o mundo dessa mulher simples veio abaixo.
Não vou contar o filme todo, mesmo porque é interessante que a leitora assista e tire as suas próprias conclusões. Mas o ponto aqui é que com base em tão trágica notícia a personagem dá uma guinada na própria vida e as possibilidades se tornam realidade.
Acho que todas nós temos um álbum ou um livro de possibilidades escondidinho dentro do nosso armário, não é mesmo? Mas que tal transformarmos esse livro em realidade? Que tal darmos uma guinada em nossa vida e avançarmos para o alvo?
A palavra de Deus nos diz que: “O homem é como um sopro; seus dias são como uma sobra passageira” (salmo 144.4). Portanto, cabe a nós o avançar e o prosseguir, pois a palavra da vitória já nos foi liberada.
Que juntas possamos transformar as possibilidades em realidade. Eu já comecei e você?
Um forte abraço.




by Alessandra Gomes

3 de jul de 2009

Coisas do porão



Sentada no sofá da minha sala para descansar um pouco tive a oportunidade de assistir a um filme que estava passando. Peguei somente o final, mas nem precisaria assistir todo, pois o tema central do filme é o amor que surge entre duas crianças.
O que me chamou a atenção foi a decepção aparente que o menino, então uma criança de dez anos, teve ao experimentar o sentimento do amor pela primeira vez.
Em um dado momento esse mesmo menino abre um diálogo com seu pai e pergunta ao mesmo porque o amor machuca tanto. Engraçada a cena, pois o pai do menino ficou parado por alguns instantes até formular uma resposta que satisfizesse o questionamento do filho.
-Sabe filho, começa o pai, às vezes as pequenas coisas, as que achamos insignificantes ou sem importância, com o tempo deixam de ser ditas e ficam acumuladas dentro de um porão. Acumulamos uma, duas, três e quando nos propomos a fazer uma faxina existem tantas coisas que a tarefa de limpar o porão torna-se difícil.
O menino atento e muito sábio pergunta:
-Então porque simplesmente não diz?
O pai não soube responder. Entretanto, essa simples pergunta nos leva a pensar sobre o que temos guardado em nosso porão espiritual. O que eu e você temos acumulado e que não conseguimos colocar para fora?
Qual será o sentimento que nos impede de crescer e amadurecer espiritualmente? Será vergonha, medo, frustração, ira, ódio? Existem muitos porões que necessitam de uma grande faxina. E que tal começarmos agora. Só por hoje façamos uma limpeza em nosso interior e deixemos que o amor do Senhor nos renove a cada dia, a cada manhã. É como o Senhor nos afirma em sua palavra: “Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus...” (Efésios 4: 22 23,24).
Eu já comecei a minha limpeza. E você? Devo dizer que a tarefa não é fácil, mas a façamos um dia de cada vez.
Um forte abraço.


By Alessandra Maria

2 de jul de 2009

O perfume que deixa marca.

Por volta das 14:00hs minha campainha tocou. Era minha vizinha que veio me devolver algo que pediu emprestado. Mas isso não importa muito, pois o que marcou a sua visita foi um delicioso perfume que ficou em mim quando ela me deu um abraço de gratidão. O perfume havia deixado a marca dela.
Fique pensando sobre isso. Sobre que perfume exalamos para deixar a nossa marca. Existem vários tipos de aroma. Aroma adocicado, amadeirado, feminino, masculino e outros que agora não me recordo, porém para cada tipo de pele existe um tipo diferente. É só escolher!
Qual será o perfume que exalamos como cristãs? Precisamos pensar sobre isso, pois dependendo do perfume escolhido deixamos nossa marca. Assim como existe um perfume para cada tipo de pele, existe uma marca para cada tipo de mulher. Há mulheres que marcam com seu amor, com seu carinho, com sua determinação, com sua ousadia, com seus projetos, com seu cuidado.
Porém, há outras que marcam com sua falta de coragem, com sua falta de ousadia, com seu descuidado consigo mesma e com o próximo. Há cristãs que deixam a marca da futilidade, da falta de criatividade e, principalmente, deixam a marca da falta de fé. Em qual desses dois tipos nos enquadramos?
Jesus nos chamou para fazermos a diferença, para sermos sal, deixarmos a nossa marca e produzir frutos. ”Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo?...(Mateus 5:13)”.
Depois do cheiro agradável que permaneceu em mim, eu escolho o aroma do perfume adocicado, desses que ficam pelo ar durante um bom tempo. E você?
Um forte abraço.

By Alessandra Maria

1 de jul de 2009

Deitada na grama


Um dia desses peguei o ônibus para ir ao centro de São Paulo. Estava frio e não preciso nem dizer que os casacos estavam fora do armário. O ônibus dá muitas voltas até chegar ao destino, portanto tive tempo suficiente para observar as paisagens paulistanas e foi justamente o que eu fiz.
Particularmente neste dia estava um dia ensolarado. Frio, mas com um sol tímido tentando aparecer. Pude observar algumas pessoas que, após o horário de almoço estavam deitadas na grama aproveitando o sol.
Aparentemente despreocupadas, simplesmente deitadas e tirando uma soneca debaixo de algumas árvores que enfeitavam a paisagem. Que cena! Achei lindo o desprendimento daquelas pessoas que não estavam preocupadas com absolutamente nada. Simplesmente descansando e aproveitando o momento.
Confesso que eu não teria coragem de fazer tal coisa. Acho que pela vergonha e medo do que iriam pensar, mas neste momento pensei:
-Olha como estas pessoas descansam e apenas curtem o momento. disso que preciso! Descansar e curtir o momento.
Sabe, acho que é assim que o Senhor deseja que façamos quando Ele nos diz: “Entrega o seu caminho ao Senhor; confie Nele, e ele agirá” (salmo 37:5). Creio que o Senhor quer que simplesmente deitemos em uma bela grama verde e aproveitemos o sol que Ele nos manda, pois Ele verdadeiramente tem cuidado de cada uma de nós.
Pense nisso!

By Alessandra Maria

26 de jun de 2009

O pijama lilás.

Texto para meditação: Isaias 61.

Sinto muito frio na cidade paulistana. Dias ensolarados e de muito calor me atraem mais. Alguns meses atrás fui presenteada com um lindo pijama lilás, que, aliás, tornou-se meu uniforme contra as noites frias do outono. Só dá o pijaminha lilás e dele não abro mão.
Mas, um dia precisarei abrir mão dele para receber um novo pijama. Assim acontece com nossa vida espiritual. Resistimos ao “novo” e permanecemos engessadas espiritualmente. Deus sempre tem algo novo para nossas vidas. Algo tão melhor quanto o que possuíamos antes, mas temos medo, resistimos. O medo do novo muitas vezes pode paralisar.
Deus sabe e conhece as nossas necessidades e deseja compartilhar o novo em nossas vidas. Deus deseja que cresçamos e vivamos em novidade de vida. Precisamos despertar e seguir em frente, crendo que o Senhor está no controle de tudo. Pense nisso!
Você deseja algo novo em sua vida? Deseja o mover do Senhor trazendo esperança e renovação dos sonhos? Então é só pedir e esperar, pois com certeza neste inverno o Senhor te aquecerá e momentos felizes virão.
By Alessandra Maria

25 de jun de 2009

Espelho, Espelho meu..existe alguém mais....



Assistindo a um programa de televisão, desses que apresentam fórmulas mágicas para mudar a aparência de mulheres castigadas pela vida, me pus a indagar?
Por que será que algumas mulheres se castigam tanto? Por que será que algumas mulheres se anulam tanto? Por que será que algumas mulheres acham que não têm valor e que não são merecedoras de absolutamente nada?
Sabe amiga, se você se encontra com esse tipo de pensamento, procure um espelho imediatamente e veja refletida nele a imagem da pessoa maravilhosa que você é. Procure àquela mulher que agradou o coração do marido e o conquistou de forma singular. Procure àquela mulher virtuosa a qual Deus tem chamado para realizar a obra Dele aqui na terra.
Você mulher, tem uma valor inestimável do jeitinho que você é! Deus te fez e te criou para um propósito e nenhum plano do Senhor para a sua vida será frustrado. Creia e proclame: “Ó minha força, canto louvores a ti; tu és, ó Deus, o meu alto refúgio, o Deus que me ama. (salmo 59:17). Sim..Deus te ama mulher virtuosa e te deu dons e talentos para serem usados. Portanto, ao se ver no espelho pergunte: espelho, espelho meu, existe alguém mais bonita, talentosa do que eu? Receba a resposta: Não!!! Você é única.

A paz de Cristo.