Cores

Blogaholic Designs”=

24 de set de 2009

Tudo é normal quando não é no nosso quintal.


Minha mãe de vez em quando me aparece com uns ditados desses e confesso que gosto muito de ouvir, pois dentro de cada um, na maioria das vezes, nos trazem mensagens bem relevantes. Recentemente me lembrei desse, e fiquei pensando sobre a normalidade da nossa vida e da vida dos outros.
Temos por hábito dizer que o problema do vizinho é sempre mais fácil de resolver do que o nosso, que se fosse conosco tudo seria bem diferente. Doce ilusão! Ou seria melhor, amarga ilusão.
A verdade é que quando o problema nos atinge nos deparamos com a nossa fragilidade e nossas limitações. Deparamos com nossa impotência e nem sempre sabemos o que fazer ou como sair de tal situação.
E quando o nosso dedo aponta? Nossa parece que o “castigo vem cavalo”, pois em algumas vezes o mesmo problema que atingiu ao nosso próximo nos atinge também. Ninguém está livre de nada neste mundo, essa é a verdade!
Precisamos atentar para o que está acontecendo a nossa volta e se por acaso não tivermos como ajudar a quem precisa então nos calemos, pois em alguns casos o silêncio funciona como um bálsamo para nossos ouvidos.
Cada um é cada um. Deus nos fez seres singulares e pensando bem, como seria se todos fossem iguais? Eu pelo menos não sou fã de muita coisa e você? Creio que também não, mas o bom das divergências é aprendermos as noções de respeito e amor ao próximo. Amar ao que parece belo é fácil e ao que é feio? Difícil não é mesmo? “Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente; (IPe. 3:10)”.
A rosa e seus espinhos convivem muito bem. Pense nisso!
Abraços.