Cores

Blogaholic Designs”=

31 de ago de 2009

A Montanha



Hoje gostaria de falar sobre as diversas montanhas que atravessam nosso caminho. Estamos lá, andando tranquilamente e, de repente aparece uma forma de relevo caracterizada pela sua altitude relativamente elevada e, quase sempre caracterizada pelo forte desnivelamento entre o cume e os vales que o cercam (Dicionário Aurélio). Essa é a montanha!
Pois bem, há montanhas e montanhas e creio que o problema não está no ajuntamento de terras e pedras, mas sim na forma que decidimos enfrentar a subida. Pois só há uma maneira de transpor esse obstáculo e esse meio é escalando, atingindo o cume e fincando nossa bandeira.
Para os alpinistas escalar uma montanha é motivo de alegria, de aventura, pois esse objetivo será mais uma vez alcançado. Os alpinistas se preparam. As ferramentas necessárias já estão separadas. O oxigênio, caso precise, água, alimento e equipamentos de segurança. O trajeto se inicia. Tudo está sob controle e qualquer anormalidade, os experientes escaladores saberão o que fazer.
Mas nem todos possuem características de alpinista para escalar uma montanha. Muitos se desesperam, entram em pânico e paralisam diante de tão grande obstáculo. Dizem para si mesmos: não vou conseguir! É muito alto! É demais para mim!
Muitos também iniciam a subida, mas se deparam com pequenas coisas que estão lá somente para desviar o foco principal que é chegar ao topo. E, simplesmente param no meio do caminho. Enfim, o que fazer?
Creio que antes de escalarmos um monte e, aqui faço uma analogia com os problemas que enfrentamos, é preciso se preparar para escalada e para isso precisamos encher nossa mochila com alimentos sólidos. Precisamos fortalecer nosso espírito. Em seguida perceber que o nosso foco não está nas pequenas e grandes pedras que estão espalhadas pelo caminho, mas sim no topo, no objetivo principal que é fincar nossa bandeira. E por último e, não menos importante, é preciso pausa para um merecido descanso, pois quando nos permitimos descansar estamos recobrando as forças que muitas vezes nos faltam. Recobramos o ar, a calma, a serenidade e a motivação.
E se a escalada está realmente muito difícil a ponto de nossas pernas fraquejarem, que tal subirmos de joelhos, pois a seu tempo o Senhor nos exaltará. “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará. (Tg. 4:10)”.
Que tal começarmos hoje a nossa escalada? Que Deus nos abençoe!




Alessandra Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!!!