Cores

Blogaholic Designs”=

3 de jul de 2009

Coisas do porão



Sentada no sofá da minha sala para descansar um pouco tive a oportunidade de assistir a um filme que estava passando. Peguei somente o final, mas nem precisaria assistir todo, pois o tema central do filme é o amor que surge entre duas crianças.
O que me chamou a atenção foi a decepção aparente que o menino, então uma criança de dez anos, teve ao experimentar o sentimento do amor pela primeira vez.
Em um dado momento esse mesmo menino abre um diálogo com seu pai e pergunta ao mesmo porque o amor machuca tanto. Engraçada a cena, pois o pai do menino ficou parado por alguns instantes até formular uma resposta que satisfizesse o questionamento do filho.
-Sabe filho, começa o pai, às vezes as pequenas coisas, as que achamos insignificantes ou sem importância, com o tempo deixam de ser ditas e ficam acumuladas dentro de um porão. Acumulamos uma, duas, três e quando nos propomos a fazer uma faxina existem tantas coisas que a tarefa de limpar o porão torna-se difícil.
O menino atento e muito sábio pergunta:
-Então porque simplesmente não diz?
O pai não soube responder. Entretanto, essa simples pergunta nos leva a pensar sobre o que temos guardado em nosso porão espiritual. O que eu e você temos acumulado e que não conseguimos colocar para fora?
Qual será o sentimento que nos impede de crescer e amadurecer espiritualmente? Será vergonha, medo, frustração, ira, ódio? Existem muitos porões que necessitam de uma grande faxina. E que tal começarmos agora. Só por hoje façamos uma limpeza em nosso interior e deixemos que o amor do Senhor nos renove a cada dia, a cada manhã. É como o Senhor nos afirma em sua palavra: “Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus...” (Efésios 4: 22 23,24).
Eu já comecei a minha limpeza. E você? Devo dizer que a tarefa não é fácil, mas a façamos um dia de cada vez.
Um forte abraço.


By Alessandra Maria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!!!